fbpx
logo

Latest Posts

Follow Us:

 (chamada para rede fixa nacional)

Top

Destinos sustentáveis para conhecer em 2022

 

Açores, Portugal

O foco na energia renovável, na melhor gestão e utilização da água e na proteção da sua beleza natural e biodiversidade, levou os Açores,  em 2019, a serem o primeiro arquipélago a receber o certificado Earthcheck Silver. No ano seguinte, recebeu o prêmio “Best of Nature“, da ITB Berlin.

O desenvolvimento sustentável e o número limitado de vagas disponíveis nos hotéis garantem a conservação do local e o protege do turismo excessivo.

 

Helsínquia, Finlândia

“Helsínquia pretende tornar-se neutra em carbono. Marcas com o conceito de slow-fashion (moda consciente), hotéis que se preocupam com  o meio ambiente e experiências com baixa emissão de carbono são  cada vez mais frequentes.

A Finlândia leva o turismo sustentável muito a sério. Há um compromisso chamado de “Finlândia Sustentável” que cada um de nós pode adotar como visitante e que inclui cuidar da natureza, não utilizar plásticos descartáveis e respeitar a cultura local.

 

Costa Rica

“Cerca de 30% do seu território são parques naturais e áreas de conservação protegida com a maior densidade de espécies de plantas e animais do planeta. Um pais pioneiro no turismo sustentável e na certificação para o benefício da sua população, do meio ambiente e economia, e até mesmo ao desenvolvimento da primeira companhia aérea carbono neutra, a NatureAir.

Lapa Rios, uma reserva natural de aproximadamente 376 hectares localizada no extremo sul da Península de Osa, é a última floresta tropical densa de planície, habitat de 2,5% da biodiversidade mundial. Pela floresta primária ser tão densa, não se sabe nem quantas espécies não identificadas podem haver.

Vicky Smith, Fundadora da Earth Changers

 

Ruanda

“O desenvolvimento do Ruanda está em harmonia com o meio ambiente das mais diversas formas, desde o compromisso em apoiar todos os seus habitantes, até a tolerância zero em relação à corrupção. O turismo é um impulsionador econômico da região. 10% do lucro do turismo é investido em projetos para o desenvolvimento sustentável das comunidades próximas em áreas como a proteção da vida selvagem, incentivando-as a contribuir para a conservação animal e ambiental.”

Rita Rayman, Co-fundadora do The Guardian Project 

 

Palau

“Em 2015, a República de Palau, um arquipélago no Oceano Pacífico, foi pioneira em solicitar que os visitantes assinassem um termo de ‘compromisso ecológico’, assumindo responsabilidade através de um carimbo no passaporte. Esta ação tornou-se numa referência de proteção do meio ambiente (baniu plásticos descartáveis e protetores solares que agridem corais). Palau, procura também ser um arquipélago  carbono neutro.

Sustainable Travel International é uma organização dedicada a proteger os destinos e preservar os ambientes naturais. Esta organização tem ajudado a divulgar as iniciativas de conservação da terra e do mar de Palau, como também tem trabalhado junto com a Slow Food International para fazer com que a indústria do turismo seja mais sustentável através de sistemas locais de alimentação, reduzindo os danos culturais e ambientais causados pela importação de comida.”

Juliet Kinsman, Editora de Sustentabilidade na Condé Nast Traveller 

 

Para além destes,  outros destinos populares no ecoturismo incluem Butão, Eslovênia, Jamaica, Escócia, Nova Zelândia, o Parque Nacional de Galápagos e o Lago Tahoe.

 

You don't have permission to register